Home › Projetos › TCI - Terapia Comunitária Integrativa

TCI - Terapia Comunitária Integrativa

TCI - Terapia Comunitária Integrativa

A Terapia Comunitária é uma Tecnologia Social desenvolvida em parceria com o ChildFund Brasil que nos permite construir redes sociais solidárias de promoção da vida e mobilizar os recursos e as competências dos indivíduos, das famílias e das comunidades.

A Terapia Comunitária Integrativa - TCI é um espaço de promoção de encontros interpessoais e intercomunitários, onde se procura partilhar experiências de vida e sabedorias de forma horizontal e circular onde cada um dos participantes torna-se terapeuta de si mesmo, a partir da escuta das histórias de vida que ali são relatadas.

Todos se tornam co-responsáveis na busca de soluções e superação dos desafios do cotidiano, em um ambiente acolhedor e caloroso. Objetivando a valorização das histórias de vida dos participantes, o resgate da identidade, a restauração da autoestima e da confiança em si, a ampliação da percepção dos problemas e possibilidades de resolução a partir das competências locais. Tem como base de sustentação o estímulo para a construção de vínculos solidários e promoção da vida. 

A TCI se propõe ser um instrumento de aquecimento e fortalecimento das relações humanas, na construção de rede de apoio social, em um mundo cada vez mais individualista, privatizado e conflitivo. Esta forma de trabalho permite que se avance do modelo centrado na patologia ao modelo da promoção da saúde, das redes de solidariedade e da inclusão social.

A TCI não se define como um processo psicoterapêutico, mas, sim, como um ato terapêutico de grupo que pode ser realizado com qualquer número de pessoas e de qualquer nível socioeconômico. É uma prática de intervenção simples, mas não simplista, requerendo uma capacitação. Ela é dirigida por facilitadores, devidamente treinados, sem nenhuma exigência de formação acadêmica anterior.

A sociedade age onde a família e as políticas sociais falham. Afrima-se que a solução está no coletivo e em suas interações, no compartilhar, nas identificações com o outro e no respeito às diferenças. Os profissionais devem ser parte dessa construção. Ambos se beneficiam: a comunidade gerando autonomia e inserção social e os profissionais se curando de seu autismo institucional e profissional.

A intervenção se dá nas diversas redes que compõem o sistema de relações humanas, incluindo a família, os vizinhos, os amigos e coletividade para apoiar os indivíduos e as famílias mais vulneráveis da comunidade que estão vivendo uma situação de crise. No campo da sua intervenção, o terapeuta comunitário tenta articular a dimensão biológica, social e política dos problemas. Ele tem como ponto de partida, uma situação ou problema (alcoolismo, insônia), apresentada por alguém da comunidade e escolhida pelo grupo. É a partir dessa situação que a equipe terapêutica passa a estimular e favorecer o crescimento do indivíduo e das pessoas mais próximas a ele, para adquirir um maior grau de autonomia, consciência e co-responsabilidade.

Tudo isso acontece através de um processo de questionamentos em todos os níveis: biológico, psicológico, social e político. A TCI se apoia na competência dos indivíduos e das famílias e não nas carências que são prerrogativas dos especialistas.

O Conacreje desenvolve a metodologia em espaços diversos: clínicas de recuperação, escolas, comunidades e em sua própria sede junto a famílias atendidas. São formados grupos de 15 pessoas por roda de terapia com a mediação de dois terapeutas capacitados.

Referências

BARRETO, Adalberto de Paula. Terapia comunitária: passo a passo. Fortaleza: Gráfica LCR, 2018. 

Sites

https://www.childfundbrasil.org.br/blog/saiba-mais-sobre-terapia-comunitaria/




 

Ajude a transformar o futuro de crianças e famílias!

Faça uma doação Apadrinhe uma criança

Acompanhe nosso trabalho pelas redes sociais

Endereço

R. Floriano Peixoto, 455, Jequitinhonha - MG, 39960-000

Telefone
(33) 3741-1596
Contato

coordenacao@conacreje.org

© 2021 Conacreje